Mais saia bandage

Tenho reparado que todos os dias (sim, todos os dias!) essa é a tag mais procurada e, consequentemente, visualizada aqui no blog. O meu primeiro post sobre a saia badage é mais focado em dicas de como usar e não tem tantas opções de looks. Pensando nisso, resolvi trazer a parte 2 daquele post, só que dessa vez, pensando mais nos looks, porque eu sei que vocês amam isso.

Ufa! Tem look de todo tipo. Bom, dê uma passada na “parte 1 do post” e aprenda como usar esse tipo de saia.

Como Usar: Saia Bandage

Saia é sempre um assunto que rende muitas dúvidas. Mini, midi, longa, justa, larga… Qual, quando e como usar?

Especificamente hoje, o assunto é a saia bandage. 

Inspirada nas roupas bem justinhas, muito usadas nos anos 90. Ela também é bastante conhecida como saia tubinho. Muitas meninas tem receio de usá-la por ficar muito agarrada, ser curta ou porque não faz o estilo. Mas não precisa ter esse medo, sabendo combinar as peças, ela fica linda.

Que tal ficar de olho nas combinações, se inspirar e não errar na produção?

Quem quiser ver mais looks, dá uma olhada no LookBook

Como usar?

Modelo liso e básico: cai em bem em magrinhas e sem muitas curvas.

Parte cima larga e colorida: ideal para disfarçar o quadril mais largo e deixar corpo “equilibrado”.

O único alerta é para as meninas com uns quilinhos a mais, pois esse tipo de saia pode marcar e chamar atenção para o que deve ser disfarçado no caso Plus Size.

DICA: Hoje em dia, conseguimos achar esse modelo com facilidade em certos lugares, mas pra quem tem essa dificuldade, não é preciso se desesperar. A Klécia Galvão fez um tutorial sensacional e super fácil de como fazer a sua própria saia bandage e está salvando muitas meninas por aí.

 Vocês gostam, meninas? Conte aqui!