CRÔNICAS: Te amo, guria

Olá, gente.

Boa tarde (bom dia, boa noite…)

Bom feriado pra quem está lendo hoje, quarta feira (25/06)

Certo dia tive a ideia de começar a postar crônicas aqui..

Só agora tive tempo de por isso em prática..

Esta primeira é sobre um cara apaixonado.

Espero que gostem..

TE AMO, GURIA

Imagem

Eu sempre dizia que a amava. Ela ria.

Acho que não me levava a sério. Acho que eu não era sério o bastante. Quase certeza de que ela achava que era meu passatempo. Mas não era. Era tudo pra mim. Desde que a conheci, passou a ser meu mundo. Meu tudo. Pensava nela, rabiscava o nome dela no caderno. Os guris me tiravam, riam. Nunca se apaixonaram na vida. Não sabem o que é isso.

Contei pra melhor amiga dela que queria fazer uma surpresa. Ela me disse que um dos sonhos da Fabi era ver o por-do-sol em um lugar especial, depois ver o sol nascer do lado de alguém especial.

Eu faria o que fosse preciso pra realizar os sonhos dela.

Poucos homens têm esta certeza, assim tão jovens, mas os que têm, tem uma sorte imensa: Ela é a mulher de minha vida.

É com ela que quero me casar e constituir família.

toc-toc. Eu bati na porta da casa dela, o pai atendeu. Eu escondia uma rosa branca atrás de mim.

– Posso ver a Fabi?

– Vou chamar – respondeu o velho.

Lá vinha ela, sem maquiagem, como eu gosto. Naturalmente linda.

– Bom dia minha linda. Hoje é feriado, vamos sair?

– Bom dia, amor. Onde vamos?

– Surpresa!

– Tenho que me arrumar. É, tipo, cinema, tipo, parque? Tenho que saber.

– Tu és linda de qualquer jeito, minha vida.

– Hm.

– Trouxe uma flor para uma flor.

– Que linda, meu amor! – ela cheirou a rosa – obrigada. Te amo.

– Eu te amo.

Nós entramos. Subimos para o quarto dela, e a admirava enquanto ela se arrumava.

Me sinto tão bem quando estou com ela.

Quando terminou, fomos para o meu carro. Havia planejado tudo. Toquei a nossa música, que era “FIX YOU”, do Coldplay. Dei uma caixa dos cupcakes favoritos dela e seguimos.

– Para onde vamos? – ela perguntou novamente.

– Você vai ver quando chegarmos.

– Bah! Quanto mistério.

Nos beijamos e seguimos viagem.

Quando chegamos, a peguei no colo e subimos até o ponto mais alto da cidade.

– Dá pra ver a cidade inteira! – ela disse.

– Olha lá – eu apontei – a sua casa. Lá é a igreja, e lá longe fica o estádio de futebol. Está conseguindo enxergar?

Enquanto ela admirava, eu tirava a caixinha do anel do meu bolso.

– Nossa, é o por do sol mais lindo que já vi – Ela disse emocionada.

Eu sorri como uma criança. A alegria dela me faz tão feliz também. Quando estou com ela é como se o mundo parasse.

– Sabe – eu comecei – tenho um pouco ciúmes quando seus amigos te abraçam, porque, durante esse tempo, estão segurando meu mundo inteiro.

– Seu bobo – ela sorriu – eu sou tua.

– Eu sou só teu. Bom, queria te fazer uma surpresa.

– Acredite, você fez a melhor surpresa do mundo. Sempre quis ver um pôr-do-sol lindo como este.

– Eu sei.

– E, do teu lado, torna-se ainda mais lindo.

– Meu coração é teu. Espero que cuide bem dele.

-Tu és a pessoa mais importante pra mim, guri.

– Te amo. Sabe que não sou bom com palavras. Comprei isto, espero que gostes.

Os olhos dela se encheram de lágrimas e quase chorei também. Fiquei emocionado, ajoelhei-me e disse: – Quero poder ver o pôr-do-sol do teu lado para o resto das nossas vidas. Quer se casar comigo?

Ela me deu um abraço apertado, e, com a voz embargando disse: – Sim. Tu es o homem dos meus sonhos.

– Se às vezes não demonstro o quanto te amo, Fabi, é porque não sei exatamente como fazer isso. Eu sempre te amei e prometo te amar todos os minutos da minha vida. E quando a gente brigar que a gente faça as pazes antes de pegar no sono.

– E quando tudo estiver difícil, que nosso amor seja suficiente pra vencer todos os obstáculos. No começo eu duvidava dos teus sentimentos, mas depois me provastes que eram verdadeiros.

Passamos a noite namorando lá do alto da cidade, depois pegamos no sono. E acordamos com a nascer do sol mais lindo.

– Bom dia, amor – ela disse – que manhã linda.

– Não tanto quanto você. Bom dia.

E aquele foi o primeiro dia do resto das nossas vidas

2 thoughts on “CRÔNICAS: Te amo, guria

Escreva sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s