Franja: Usar ou não?

Dizer que franjas estão em alta e são tendência nunca é novidade. Pois desde o século XX, elas dão um charme a mais ao nosso rosto.

O incrível é que a franja representa uma pequena parte do nosso cabelo, mas é capaz de mudar completamente a nossa expressão. Só que temos que ter cuidado na hora do corte, pois não é todo tipo de franja que combina com o rosto e o estilo de cada menina. (Já falei sobre os formatos de rosto e o tipo de franja certa aqui).

A verdade é que eu tenho franja, mas está bastante comprida, e estou na dúvida se corto ou não. Sempre que a minha vai crescendo, ela perde o formato e eu me vejo bem diferente, e por vezes até me irrito por isso, pois sempre acho que está faltando algo. Só que toda vez que eu corto, eu me sinto com cara de criança e isso não me favorece muito. Por isso estou sempre na dúvida quanto ao corte. Eu não costumo usar franjinhas retas, prefiro as diagonais. Mas, no meu caso, depois de pouquíssimo tempo, meu cabelo volta ao caimento normal (para o lado) e a franja diagonal já não existe.

Então, pesquisando sobre os tipos de franja para ver se encontro motivação para cortar, vou compartilhar com vocês um pouco de cada uma:

É a franja tradicional. Deixa um visual mais clássico e acentua o formato geométrico. Pode ser usada por pessoas com rosto oval ou levemente quadrado. Deve ser evitada por pessoas com rosto redondo, pois acentuará mais as bochechas.

Ela também cobre a testa assim como a franja reta, mas é cortada de maneira a formar uma suave meia lua em frente à região das sobrancelhas. O formato arredondado é ideal para desviar a atenção dos ângulos marcados de quem tem a região do queixo mais estreita, famoso rosto em triângulo invertido.

O tipo de franja moderna. Ela é cortada de maneira desconexa, desfiada, com fios de tamanho diferentes. Fica melhor em quem tem o rosto oval, que é naturalmente mais proporcional, dando suporte aos fios de tamanho irregular. Mas cuidado se tiver a testa grande. Ela pode parecer maior ainda com esse corte de franja.

É ótima para quem tem rosto quadrado, pois descontrói um pouco as formas rígidas do rosto, assim como também suaviza o formato dos rostos mais redondos. Porém, quem tem rosto em triângulo invertido, poderá acentuar mais ainda a área “pontuda” do queixo, então, deve evitar.

Os variados tipos de franjas também podem ser usados na diagonal. Quem tem rosto oval pode abusar bastante dessas franjas “de ladinho”, que também são ótimas para alongar rostos redondos e também para suavizar os traços fortes de rostos quadrados (contanto que sejas usadas num comprimento mais longo). Além disso, funcionam muito bem nos rostos com formato diamante, que costumam ter a testa bem mais estreita que as maçãs do rosto.

É a mais versátil das franjas, pois não gera uma mudança extremamente radical. É indicada para suavizar os traços de rostos mais redondos ou quadrados.

Agora que eu queria resolver se corto ou não, me pergunto: que tipo seria melhor? Dúvida cruel!

2 thoughts on “Franja: Usar ou não?

  1. Parabéns flor.. Estava fazendo uma pesquisa sobre franjas e acabei caindo aqui ( o que me poupou muito tempo, diga-se de passagem! rsrs), ótima matéria viu! gostei mt…Tirou minhas dúvidas e me deu excelentes ideias!!!

Escreva sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s